InícioInício  PortalPortal  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe|

O santuário de Odin

avatar
ConvidadConvidado
MensagemAssunto: O santuário de Odin Dom Dez 02, 2012 12:02 pm

Após atravessar todo o continente de Asgard finalmente chega-se ao Palácio Valhala, onde encontra-se Odin e seu representante na terra. Esse local só pode ser adentrado por aqueles que tem sua passagem permitida por Odin. O mesmo é protegido pelo Guerreiro Deus de Dubhe.
avatar
ConvidadConvidado
MensagemAssunto: Re: O santuário de Odin Seg Dez 03, 2012 4:53 pm

Odin teleportava-se do palácio Valhala em direção ao reino da deusa Artemis.
avatar
KiritoRenegados
Ver perfil do usuário
MensagemAssunto: Re: O santuário de Odin Seg Dez 03, 2012 5:55 pm

Aparecia no palacio a Procura de Odin.

_________________
I will save this world!
avatar
ConvidadConvidado
MensagemAssunto: Re: O santuário de Odin Seg Dez 03, 2012 6:03 pm

Odin retornava de sua breve reunião com Artemis e via que seu cavaleiro já estava a sua espera, era hora de dar início á segunda etapa do plano para o fim do exílio do povo asgardiano. Ele caminhou até seu trono e então passou a dialogar com o cavaleiro de dragão negro.

- Kirito, gostaria que fosse até o templo submarino de Poseidon e tentasse uma aliança entre os reinos, sei que Poseidon está dormindo e caso seus marinas recusem mate a todos e por fim vá até o templo de Poseidon e traga a ânfora na qual sua alma é aprisionada na maioria das vezes em que este travou alguma batalha contra Atena. Acha que consegue sozinho?
avatar
KiritoRenegados
Ver perfil do usuário
MensagemAssunto: Re: O santuário de Odin Seg Dez 03, 2012 6:08 pm

Kirito se ajoelhava na presença de Odin e então escutando as palavras dele, Kirito se levantou.
-O numero de Marinas e baixo mais irei ir.

_________________
I will save this world!
avatar
ConvidadConvidado
MensagemAssunto: Re: O santuário de Odin Seg Dez 03, 2012 6:11 pm

Odin observava o cavaleiro e sua frente e antes dele sair Odin conferiu a sua armadura um pouco de seu sangue para fortalecer a mesma.

- Vá e espero que não falhe em sua missão, pois não tolero perdedores em meu reino.
avatar
ConvidadConvidado
MensagemAssunto: Re: O santuário de Odin Ter Dez 04, 2012 4:35 pm

Odin estava sentado em seu trono ao centro daquele imenso palácio onde o frio mórbido de Asgard parecia não penetrar, observava atentamente a sua Kamui que estava disposta a lateral do mesmo, seus pensamentos eram profundos e por diversos momentos pegou-se divagando a respeito de que escolhas deveriam gerir sua vida e como elas afetariam o destino de todo o povo asgardiano.

"Mesmo que o hoje te dê um não, lembre-se que há um amanhã melhor, a certeza de que os nossos caminhos devemos traçar ao lado de quem nos ama; com amor, paz, confiança e felicidade, é a base para se recomeçar.
Um recomeço, pra pensar no que fazer agora, acreditando em si mesmo, na busca do que será prioridade daqui pra frente; PLANOS? Pra que os fizemos, já que o amanhã é mistério? A qualquer momento pode ser tempo, de revisar os conceitos e ações, e concluir, que tudo aquilo que você viveu marcou, porém não foi suficiente pra que continuasse.
As lembranças passadas ficam, tudo que vivemos era pra ser vivido , o destino é como um livro do qual nós somos os autores, ele não vêm pronto, antes de nascermos ele está em branco, ao nascermos introduzimos as primeiras passagens, um começo, com o tempo através das escolhas vamos escrevendo-o página por página, rabiscadas, rasgadas ou marcadas, onde encontramos obstáculos onde indicarão a melhor hora pra recomeçar, nos últimos dias de vida concluiremos, e no final deixamos nossas historias marcadas no coração daqueles, que sempre farão parte de nossa historia, onde quer que estejam. Recomeçar é dar uma nova chance a si mesmo, é renovar as esperanças na vida e o mais importante, acreditar em você de novo."


Após perder-se em seus devaneios com um misto de serenidade e nostalgia Odin havia viajado por entre suas lembranças que eram inúmeras e acumuladas desde as eras dos deuses, em um impeto de inquietude o deus levantou-se a passadas apressadas e cheias de vigor e então sente-se um brilho invadir o palácio Valhala e em instantes o mesmo fora consumido como que drenado pelo corpo do mesmo e então era visualizado o corpo de Odin recoberto pela Kamui e em sua mão direita a espada Balmung onipotente e de um brilho incomparável. Em seguida o deus clamando as paredes de Valhala pronuncia o veredito de tão insistente meditação.

- Eis que chegou a hora de mostrar a humanidade a supremacia do povo Nórdico, todos tremeram diante de Odin o grande deus de Asgard e o santuário de Atena será o primeiro a sentir tal poder.

E teleportando-se dali Odin fora consumido pelos mistérios do espaço e tempo.
avatar
ConvidadConvidado
MensagemAssunto: Re: O santuário de Odin Qua Dez 05, 2012 7:50 pm

Odin finalmente retornava do santuário, aquela invasão havia sido mais fácil do que ele mesmo planejara, agora colocava o corpo adormecido de Atena em um dos aposentos do palácio e esperava em seu trono a chegada do dragão negro.
avatar
KiritoRenegados
Ver perfil do usuário
MensagemAssunto: Re: O santuário de Odin Qua Dez 05, 2012 9:03 pm

[b]-Essa invasão foi chata, não consegui ao menos matar algum cavaleiro
Chegando ali Kirito havia falado tal coisa e então se ajoelhou perante Odin.

_________________
I will save this world!
avatar
ConvidadConvidado
MensagemAssunto: Re: O santuário de Odin Qua Dez 05, 2012 9:09 pm

Odin, via a chegada de seu guerreiro e a lamúria do mesmo, então falando a esse esboça sua opinião diante de tais palavras.

- Dragão, não sejas afobado a luta está longe de findar-se, tenho por certo que os cavaleiros de Atena tentarão vir a Asgard resgatar seu corpo bem como a Lua para resgatar sua alma, e estaremos ao aguardo dos mesmos ou até quem sabe não o surpreendamos com outra visita surpresa. Enquanto isso tome para si a safira que contém a alma de Atena, e leve-a até a lua, entretanto entregue apenas a própria Artemis.

Dito isso, Odin envolve Kirito em seu cosmo o teleportando ao palácio de Artemis na lua.
avatar
ConvidadConvidado
MensagemAssunto: Re: O santuário de Odin Sab Dez 08, 2012 10:06 am

Odin estava impaciente naquela manhã, esperava que os cavaleiros de Atena ao menos fizessem um ínfimo esforço para tentar resgatar sua senhora, mas ao contrário em nada se mobilizaram. Seria um fazer que ele faria a alma de Atena se acabasse de uma vez com aquele seu recipiente mortal, assim não precisaria prolongar o sofrimento e a depreciação seletiva que abatia sobre aquele corpo desde o momento em que fora separado da alma divina da deusa. O dragão ainda não havia retornado da lua, mas ao que parecia até o momento não havia ocorrido nenhuma intercorrência, caminhando em direção ao aposento em que o corpo de Atena encontrava-se e empunhando sua espada Balmung disparou contra o corpo a lâmina de sua espada, separando assim sua cabeça do restante de seu corpo, o sangue imundou as panos que envolviam aquele corpo, em seguida saiu do quarto e voltara ao seu trono a espera de Kirito, agora finalmente Atena estava morta, seu corpo mortal já não era mais capaz de abrigar sua alma mesmo que por algum acidente essa voltasse a ser liberta.
avatar
ConvidadConvidado
MensagemAssunto: Re: O santuário de Odin Sab Dez 08, 2012 10:42 am

Odin novamente deixava o palácio Valhala indo em direção ao santuário de Atena.
avatar
ConvidadConvidado
MensagemAssunto: Re: O santuário de Odin Qua Dez 12, 2012 4:35 pm

Finalmente ele chegava a entrada o imponente palácio Valhala; Takero não sentia a presença de nenhum cosmo por todo o caminho até aqui, mesmo aquele abrupto cosmo sentido no começo de sua exploração pelo território congelado, agora não estava presente, pelo menos não nos arredores do palácio; contudo outro cosmo emanava de dentro do mesmo era um cosmo fraco porém tenro e que inspirava confiança, sem perder tempo adentrou ao palácio. Assim que transpôs a entrada deparou-se com o trono de Odin abandonado, sem perder tempo começou a vasculhar por entre todos os aposentos a procura do referido ornamento de sua missão. Depois de adentrar inúmeras portas finalmente abrira uma que demonstrava uma cena assustadora para a maioria dos mortais, uma moça com seu corpo sepultado através da ruptura do elo que unia seu corpo a sua mente, e ao seu lado uma espada que era a responsável pelo cosmo que Takero sentia ao começo do percurso dentro do palácio. Takero aproximou-se da mesma e pegou aquela espada que reagiu ao ser tocada pelo mesmo revelando-se uma espécie de cajado que fez o mesmo indagar-se.

- Será esse o báculo de Atena? Enfim não posso perder tempo, creio que isso é o de mais próximo ao báculo que encontrei por aqui, por isso retornarei para junto de meus companheiros e meu mestre.

Com o objeto em sua mão, Takero deixa o palácio Valhala.
avatar
ConvidadConvidado
MensagemAssunto: Re: O santuário de Odin Sab Dez 15, 2012 1:00 pm

Finalmente estava no palácio, e retirando sem dificuldades a espada Balmung do restante da Kamui de Odin, Takero retornava agora para junto dos seus companheiros marinas.
avatar
NayaraAthena . Deusa da guerra
Ver perfil do usuário
MensagemAssunto: Re: O santuário de Odin Seg Jan 07, 2013 7:51 am

A neve que cobria toda a Asgard lhe encantava, não sabia como aparecera ali, nem se tivera infância como todas as outras pessoas, mas sabia que não poderia permanecer naquele belo pálacio por muito tempo, não se sentia bem ali, até um pouco fraca diria. Não poderia sair dali sozinha, os portões estavam emperrados e não abriam. Em clamor para que a tirassem dali queimava seu cosmo.


_________________
Para os Deuses os homens não passam de imbecis... Mas todo homem sabe amar, e por isso se dispõem a qualquer coisa, são capazes de mover montanhas. Apesar de serem Deuses, Os Olimpianos não sabem o que é o amor, portanto não tem o direito de punir os outros!
avatar
ConvidadConvidado
MensagemAssunto: Re: O santuário de Odin Seg Jan 07, 2013 11:41 am




O encontro com Atena




Agora ali estava o cavaleiro de peixes, diante de um imenso palácio de beleza impar e de dentro daquelas paredes aquele cosmo tenro e acolhedor que o guiava por todo o percurso naquelas terras gélidas se fazia ainda mais intenso, por certo era dentro do mesmo que o portador de tamanha cosmo energia se encontra. A princípio tentou abrir o portão sem muito esforço contudo esse encontrava-se emperrado, era como se estivesse a muitos anos trancado e agora devido a ação corrosiva do tempo estivesse com suas hastes aderidas entre si formando naquela grande porta um único maciço que tornava mais difícil sua locomoção. Mas ele não podia se deixar barrar por uma simples barreira física e elevando seu cosmo desferiu um único soco na região central da porta que ruiu em seguida liberando a passagem adentro do palácio. Assim que prossegue os primeiros passos por entre o mesmo avista a presença de uma garota que aparentava uns 15 anos de idade, com uma pele branca que assemelhava-se em um certo grau á neve que cobria todo aquele continente, porém com um leve róseo que lhe cobria a face, seus cabelos eram encaracolados com um tom de loiro que em combinação com seu cosmo que naquele momento emanava banhando todo o local reluziam ainda mais intensamente, já os olhos eram por certo o que mais chamava atenção na mesma eram de um azul intenso e transmitiam toda a bondade e ao mesmo tempo força contido naquela jovem. Ao ver a mesma Kurama sentiu uma sensação nunca antes percebida pelo mesmo.

"Será essa a sensação de se estar diante de sua deusa, a qual eu deveria proteger e honrar. Mas como terei certeza que ela é Atena."

A medida que ia aproximando-se da mesma sua armadura começou a reluzir em sintonia com o cosmo da mesma, e em seguida adquiriu um brilho nunca antes visto pelo dourado de peixes bem como a sensação de vigor e força que haviam enaltecido a partir desta. Por certo aquela deveria ser a reencarnação de Atena. Aproximando-se da mesma com cautela para não assustá-la o mesmo se colocou de joelho diante dessa e então iniciou um dialogo com aquela jovem a sua frente.

- Deusa Atena, finalmente voltou á vida para governar a Terrar e trazer esperança e paz aos seres humanos. Sou Kurama, cavaleiro de ouro da constelação de peixes e vim até Asgard para conduzi-la novamente ao seu santuário na Grécia.

Agora ele olhava para a face daquela jovem, e ainda não acreditava que tanto poder pudesse emanar de uma garota com aparência tão frágil.

"Nunca pensei que Atena retornaria a vida no lugar que serviu de seu túmulo na última geração."



Legenda
---------------------------------------
Falas / Narração / Pensamentos
---------------------------------------




avatar
NayaraAthena . Deusa da guerra
Ver perfil do usuário
MensagemAssunto: Re: O santuário de Odin Ter Jan 08, 2013 11:36 am

O cosmo para de queimar, um leve sorriso se abre na face da garota, os olhos azuis cintilam por alguns momentos em sintonia com a armadura dourada.
--- Sameiro, eu sou grata por ter vindo até aqui, mas será que poderia me fazer um favor?

_________________
Para os Deuses os homens não passam de imbecis... Mas todo homem sabe amar, e por isso se dispõem a qualquer coisa, são capazes de mover montanhas. Apesar de serem Deuses, Os Olimpianos não sabem o que é o amor, portanto não tem o direito de punir os outros!
avatar
ConvidadConvidado
MensagemAssunto: Re: O santuário de Odin Ter Jan 08, 2013 11:19 pm




O encontro com Atena




Agora aquela jovem a minha frente parecia estar mais calma, prova disso era que seu cosmo havia voltado ao estado basal. Após dirigir breves palavras para comigo, respondo de imediato a mesma.

- Sim deusa Atena, o que a senhora deseja?



Legenda
---------------------------------------
Falas / Narração / Pensamentos
---------------------------------------



avatar
NayaraAthena . Deusa da guerra
Ver perfil do usuário
MensagemAssunto: Re: O santuário de Odin Sex Jan 11, 2013 5:48 am

--- A armadura que me acompanhou durante tanto tempo está neste palacio, ao lado do trono, poderia leva-al para mim?

_________________
Para os Deuses os homens não passam de imbecis... Mas todo homem sabe amar, e por isso se dispõem a qualquer coisa, são capazes de mover montanhas. Apesar de serem Deuses, Os Olimpianos não sabem o que é o amor, portanto não tem o direito de punir os outros!
avatar
ConvidadConvidado
MensagemAssunto: Re: O santuário de Odin Sex Jan 11, 2013 5:56 am




O encontro com Atena




Olhava atentamente para a mesma esperando que essa pronunciasse acerca de que gostaria que eu fizesse. Em instantes ela revela sua ordem.

- Sim Atena, como queira.

Caminhando ao lado do trono, peguei as partes da Kamui de Atena que estavam naquele palácio por certo desde a última vez que a mesma estivera na terra, em seguida me colocando próximo a ela, espero para que a mesma decida se é chegado o momento de voltarmos ao santuário.


Legenda
---------------------------------------
Falas / Narração / Pensamentos
---------------------------------------



avatar
NayaraAthena . Deusa da guerra
Ver perfil do usuário
MensagemAssunto: Re: O santuário de Odin Sex Jan 11, 2013 6:06 am

O cosmo dourado envolve os dois, um esforço enorme para Nayara que ainda não sabia usar isso corretamente, um intenso brilho invade o local e os dois somem daquele reino.

_________________
Para os Deuses os homens não passam de imbecis... Mas todo homem sabe amar, e por isso se dispõem a qualquer coisa, são capazes de mover montanhas. Apesar de serem Deuses, Os Olimpianos não sabem o que é o amor, portanto não tem o direito de punir os outros!
avatar
Len de SagitárioCavaleiro de Ouro
Ver perfil do usuário
MensagemAssunto: Re: O santuário de Odin Seg Jan 21, 2013 8:50 pm

O Cosmo intensamente azul, os olhos e cabelos também azulados, em sua mão a espada Balmung e em seu corpo seu Robe Divino, após tantos anos em seu "sono" haverá acabado de despertar em sua forma divina, aquele local, Asgard seu lá, era como sempre tão belo e calmo, fora andando lentamente até seu trono e se sentou no mesmo.

[Odin] - Estou de volta.
avatar
Len de SagitárioCavaleiro de Ouro
Ver perfil do usuário
MensagemAssunto: Re: O santuário de Odin Ter Jan 22, 2013 7:43 pm

Saia do Palácio para o próximo local.
avatar
KariakRenegados
Ver perfil do usuário
MensagemAssunto: Chegando em Valhala Dom Fev 03, 2013 10:01 pm

Estava uma manhã fria como sempre em Asgard quando o filho mais velho de Odin chamado Hórus, que por acaso foi morto em uma batalha contra os cavaleiros de Athena e virou um espectro. Ele foi revivido por seu pai Odin que também reviveu a armadura de Balron, Hórus foi buscar sua armadura reservada chamada de Fenrir que seu pai teria prometido quando pequeno, ele chegou ao palácio valhala, foi para os aposentos de seu pai que por acaso teria despertado do seu sono naquela semana, ele chega a cama de seu pai e fala:

- Pai! Vim aqui buscar a minha nova armadura.
avatar
Len de SagitárioCavaleiro de Ouro
Ver perfil do usuário
MensagemAssunto: Re: O santuário de Odin Dom Fev 03, 2013 10:11 pm

O Cosmo azul começava a aparecer de uma sombra, em quanto quase caia via seu filho.

[Odin] - Filho! Aqui está a nova armadura!

Uma armadura começou a aparecer na frente, era a armadura de Fenrir, em quanto a sapuris de Balron sairá do corpo de Hórus ficando ao lado do trono junto das armaduras de Alcor e Alioth.

[Odin] - Vamos ao Santuário.

O Cosmo envolveu os dois, foram transportados para a estatua de Athena junto de seu filho.
Conteúdo patrocinado
MensagemAssunto: Re: O santuário de Odin

O santuário de Odin

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo
Página 1 de 1

Tópicos similares

-
» Ragnarok Online: BRO Odin + Lvl 99 Free (0800)
» [fanfic] O mistério de Odin
» Santuário de cristal
» Ordem dos Lutadores Cósmicos
» Ordem dos Lutadores Cósmicos

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Novo Fórum ! :: Area Off :: Lixeira :: Lixeira :: Asgard :: Palácio Valhala-